Importação da China Pra Revender no Brasil

Será Que Vale a Pena?

Importação da China para consumo próprio ou revenda

Antes importação parecia uma coisa distante da nossa realidade, por ser muito complicado de entender. Quase ninguém se interessava muito por esse assunto, o máximo que se fazia a nível de “importação“, era do Paraguai. Hoje as coisas estão muito diferentes e qualquer pessoa, pode fazer  importação de produtos de forma legal e muito prática.

 

 

IMPORTAÇÃO X TAXAÇÃO





Importar produtos do exterior pra revender aqui no Brasil tem sido a fonte de renda de muitas pessoas. Mesmo sendo pego na alfândega e pagando impostos, ainda assim vale a pena importar. Esse é um dos maiores medos de quem quer começar a importar, os altos valores dos impostos. 

As encomendas de produtos importados pelos correios cresceram mais de 200% aqui no Brasil. Os preços podem ser mais baratos lá fora, mas  quando chega aqui, pagamos impostos. Em produtos até 3.000 dólares pagamos até 60%  em cima do valor da mercadoria + o frete. 

Compras de até 50 dólares, podem ficar isentas dessa cobrança. Surgiram boatos de que esse valor, foi estendido para 100 dólares, mas isso não é verdade.

Notícias recentemente veiculadas na mídia sobre a suposta isenção do Imposto de Importação de bens contidos em remessas de valor até US$ 100,00 baseiam-se em decisões judiciais isoladas e sem efeito vinculante sobre a Administração Tributária.” (Fonte Receita Federal) 

Importação feita por pessoa física ( não jurídica) paga menos impostos

Para ter direito a essa isenção em até 50 dólares, a importação precisa ser de pessoa física, para pessoa física. Não podem ser empresas.

Só não serão taxados os importados abaixo de 50 dólares enviados para o Brasil, declarados como presente. Qualquer compra que fizermos pela internet em sites estrangeiros, mesmo que seja por menos de 50 dólares vamos pagar imposto de 60% em cima do valor da mercadoria e frete.

Mesmo com a fiscalização e taxação feita pela Receita Federal, o volume de importados, nos correios cresce cada vez mais. Os produtos chegam em centros de triagem no Rio em São Paulo e em Curitiba.

Quando não há cobrança de impostos, a mercadoria vai direto para o destinatário. Mas quando o produto é taxado pela Receita o comprador recebe uma notificação dos correios. Precisa ir buscar os produtos na agência dos correios indicada, para retirar o seu produto e pagar a taxa.

É muito importante guardar as notas fiscais dos produtos importados. Se os preços não estiverem bem definidos, a Receita Federal pode estipular um valor lógico, pelo peso e tamanho do pacote e fazer a taxação em cima do valor estipulado.

É claro que existe a chance de não ser taxado, muito rara, mais existe, principalmente nos volumes menores. Os fiscais da receita ficam mais atentos aos pacotes maiores e mais pesados. Somente medicamentos (com apresentação de receita médica), livros, jornais e publicações em papel, não será taxado.

Algumas dicas são dadas pelos mais experientes, de como diminuir o valores dos impostos.

Não comprar muitos produtos de uma vez.

Vários pacotes é uma boa opção, mas também corre o risco de ser taxado na quantidade de pacotes se for no mesmo CPF. Você pode comprar usando o seu CPF e de outras pessoas de sua confiança, mesmo que seja o mesmo endereço. Por exemplo:  20 cabos usb pra revender você pode comprar 10 no seu CPF  e 10 em outro.

De todas as dicas que são dadas, para burlar a fiscalização e diminuir os dos impostos, essa é a que funciona. Você também pode entrar em contato com o vendedor e pedir pra fazer embrulhos menores, chamam menos atenção dos fiscais.

A inspeção feita pelos fiscais pode ser invasiva ou não invasiva, é bom estar atento quanto a isso. Declarar um preço menor que o verdadeiro,  pode parecer uma vantagem. Mas pelo peso o produto pode valer bem mais do que o declarado, os fiscais podem abrir pra conferir.

IMPORTAR DA CHINA AINDA É O MELHOR NEGÓCIO!



Mesmo pagando impostos , comprar da China pra revender aqui no Brasil, ainda tem feito muita gente, ganhar muito dinheiro. A China vem se destacando cada vez mais pela enorme variedade de produtos que oferece, para todos os nichos de mercado. Tudo com preços muito mais baratos do que em outros países.

Compensa bastante importar de lá, principalmente eletrônicos, roupas e acessórios, que são, os que vendem mais. Outros produtos com preços bem mais altos aqui no Brasil podem ser importados e revendidos com lucro de até 300% . Alguns produtos são tão baratos, que podem ser vendidos até dez vezes mais, como relógios, cabos e muito mais.

ALGUNS DOS PRINCIPAIS SITES PRA VOCÊ CONFERIR SÃO:


Deal Extreme 

Aliexpress

Tinydeal

Lightinthebox

Alibaba

Dhgate

Sammydress

ebay

POSSO IMPORTAR EM QUALQUER SITE DA CHINA?

Sim, você pode. Porém alguns sites trabalham mais com vendas pra pessoas jurídicas.É importante estar atento pra saber quando estiver em um site desses. Também é preciso estar atento quanto a falsos sites, quando os preços estiverem baixos demais, desconfie.

ONDE VENDER OS PRODUTOS IMPORTADOS?

Uma loja virtual seria uma boa opção pra comercializar os seus produtos. Páginas no Facebook ou até mesmo por vendas diretas, pelo Watsapp. Mas a grande “sacada” é anunciar no Mercado Livre.  

O mercado livre é gigantesco, tem milhões de acessos todos os dias, você pode vender para todo o Brasil, sem precisar se preocupar com armazenamento de dados de clientes.

Você só vai precisar imprimir a etiqueta com os dados do cliente gerada após a venda, embalar os produtos. Levar aos correios sem  pagar mais nada. O frete é o cliente quem paga no ato da compra, ou você pode oferecer frete grátis.

Pode transferir o dinheiro pra sua conta bancária dois dias após o cliente ter recebido o produto. Mesmo que o cliente tenha comprado parcelado você recebe integral, pelo Mercado Pago.

Você pode conferir nesses artigos como fazer seu cadastro no Mercado Livre e muito mais.

Se você não conhece o mercado livre…

Aprenda com o curso como vender no mercado livre…

Como saber quais são as tendências no mercado livre?

VOCÊ GOSTARIA DE SE TORNAR UM EMPREENDEDOR OU EMPREENDEDORA REVENDENDO PRODUTOS IMPORTADOS?

Se a sua resposta for sim, então você vai precisar se aprofundar mais nesse assunto pra saber:

Como criar um cartão internacional 

O passo a passo das compras

Como se cadastrar nos sites de compras

Como identificar os melhores vendedores

Como fazer trocas de produtos com defeito

Como fazer dropshipping (técnica de vender primeiro e comprar depois)

Tudo isso e muito mais, porém pra dar certo, você vai precisar fazer um curso sobre importação. Esses cursos são oferecidos através da internet, alguns com valores bem acessíveis como:

Importador Aliexpress



Importasim Aliexpress 



Guia do importador profissional 

 

Bons negócios.